Marcadores

100 maiores discos brasileiros (2) 14 Bis (1) 38 Special (1) AC/DC (3) Acid Jazz (2) Afro Beat (4) Afrobeat (1) Alan Parsons Project (1) Alcatraz (1) Amy Winehouse (3) Andwellas Dream (1) Arnaldo Baptista (4) Atomic Rooster (1) Audioslave (1) Ave Sangria (1) Baby Charles (1) Baianos e Os Novos Caetanos (3) Beach Boys (1) Beatles (13) Beirut (1) Belchior (1) Billy Preston (1) Birth Control (1) Black Bonzo (2) Black Label Society (1) Black Merda (1) Black Sabbath (2) Blackmore's Night (1) Blind Faith (1) Blue Oyster Cult (1) Blues (31) Blues Etílicos (1) Blues Rock (4) Bob Dylan (3) Brasil (104) Brega Psicodélico (4) Brian Eno (1) Burro Morto (1) Caetano Veloso (2) Cake (1) Carimbó (1) Cartola (1) Celso Blues (1) Céu (1) Charlie Parker (1) Cheiro de Vida (1) Chico Buarque (1) Chris Joss (3) Chuck Berry (2) Cidadão Instigado (1) Coletâneas (49) Cream (2) Creedence Clearwater Revival (1) Crônicas (2) Damião Experyença (1) Dave Brubeck (1) David Bowie (3) David Gilmour (1) Deep Funk (2) Deep Purple (3) Dio (2) Discografias (31) Documentários (17) Dust (1) Ednardo (1) Eloy (1) Eric Clapton (3) Eumir Deodato (2) Fagner (3) Fela Kuti (1) Filmes (35) Flamengo (1) Focus (1) Folk (3) Fóssil (1) Frank Zappa (1) Freddie Hubbard (2) Funk (35) Fuzzy Duck (1) Gal Costa (1) Gamma (1) George Harrison (1) Glam Rock (6) Glenn Miller (1) Grand Funk (1) Groove (12) Guitarrada (2) Guns n'Roses (1) Hard Blues (4) Hard Rock (49) Heavy Metal (11) HELLOWEEN (1) Herbie Hankock (5) Herbie Mann (1) Indie (2) Instrumental (14) Irish Coffee (1) Isaac Hayes (1) Itamar Assumpção (1) Jackson do Pandeiro (1) Janis Joplin (3) Jardes Macale (2) Jazz (32) Jazz Fusion (27) Jethro Tull (1) Jimi Hendrix (4) João Donato (2) José Cid (1) Jumenta Parida (1) Júpiter Maçã (1) Karine Alexandrino (1) Kraftwerk (1) Led Zeppelin (2) Links Quebrados (1) Livros (12) Los Hermanos (1) Lou Reed (2) Lucifer Was (2) Luiz Gonzaga (1) Lynyrd Skynyrd (1) Machiavel (1) Mad River (1) Made In Brazil (2) Mastodon (1) Mega Postagens (5) Messias Holanda (1) Mestre Salustiano (1) Metallica (3) Miles Davis (1) Modulo 1000 (1) Motorhead (1) Mutantes (9) Ney Matogrosso (1) Nina Simone (1) Noite Ilustrada (1) Novos Baianos (1) Ozzy Osbourne (3) p (1) Passport (3) Pata De Elefante (1) Paul McCartney (3) Pearl Jam (1) Peso (1) Pinduca (1) Pink Floyd (9) Progressivo (39) Psicodélicos (51) Quarteto Violado (1) Queen (1) Radio Moscow (1) Ramones (4) Raul Seixas (1) Reggae (2) Retrô (13) Ringo Star (2) Rita Lee (1) Robert Johnson (1) Rock and Roll (7) Rodrix e Guarabira (1) Rolling Stones (4) Rush (1) (1) Santana (2) Secos e Molhados (2) Shows AVI (21) Sivuca (1) Slipknot (1) Soul (13) Souther Rock (1) Spirit (1) Spooky Tooth (2) Stanley Clarke (1) Supertramp (1) Syd Barrett (1) T- Rex (2) Taiguara (1) Tarantino (1) The Black Keys (1) The Doors (6) The Stooges (2) The Who (1) Thin Lizzy (2) Tim Maia (3) Tom Zé (2) Tony Tornado (1) Tributo (1) Trilha Sonora (10) Trio Mocotó (1) Trio Of Doom (1) Triumvirat (1) Tropicalismo (3) Ufo (1) Utilitários (2) Velvet Underground (1) Violeta de Outono (1) Vital Farias (1) Wah Wah Watson (1) Walter Franco (2) Yes (2) You Tube Psicodélico (33) Zarathustra (1) Zé Rodrix (1) Zeca Baleiro (1) ZZ Top (1)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Raimundo Fagner - Discografia via Torrent


Cearense de Orós, aos 5 anos ganhou um concurso infantil na rádio local. Na adolescência formou grupos musicais vocais e instrumentais e começou a compor suas próprias músicas.

Venceu em 1968 o IV Festival de Música Popular do Ceará com a música "Nada Sou", parceria sua e de Marcus Francisco. Tornou-se popular no estado e juntou-se a outros compositores cearenses como Belchior, Rodger Rogério, Ednardo e Ricardo Bezerra.

Mudou-se para Brasília em 1971, classificando-se em primeiro lugar no Festival de Música Popular do Centro de Estudos Universitários de Brasília com "Mucuripe" (com Belchior). Ainda em 71 foi para o Rio de Janeiro, onde Elis Regina gravou "Mucuripe", que se tornou o primeiro sucesso de Fagner como compositor e também como cantor, pois gravou a mesma música em um compacto da série Disco de Bolso, que tinha, do outro lado, Caetano Veloso interpretando "Asa Branca".

O primeiro LP, "Manera, Fru-fru, Manera", veio em 1973 pela Philips, incluindo "Canteiros", um de seus maiores sucessos, música sobre poesia de Cecília Meireles. Mais tarde fez a trilha sonora do filme "Joana, a Francesa", que o levou à França, onde teve aulas de violão flamenco e canto.

De volta ao Brasil, lança outros LPs na segunda metade dos anos 70, combinando um repertório romântico a partir de "Raimundo Fagner", de 1976, com a linha nordestina de seu trabalho. Ao mesmo tempo grava músicas de sambistas, como "Sinal Fechado", de Paulinho da Viola.

Outros trabalhos, como "Orós", disco que teve arranjos e direção musical de Hermeto Pascoal, demonstram uma atitude mais vanguardista e menos preocupada com o sucesso comercial.


Nas décadas de 80 e 90 seus discos se dividem entre o romântico e o nordestino, incluindo canções em trilhas de novelas e tornando Fagner um cantor conhecido em todo o país, intérprete e compositor de enormes sucessos, como "Ave Noturna" (com Cacá Diegues), "Astro Vagabundo" (com Fausto Lindo), "Última Mentira" (com Capinam), "Asa Partida" (com Abel Silva), "Corda de Aço" (com Clodô), "Cavalo Ferro" (com Ricardo Bezerra), "Fracassos", "Revelação" (Clodô/ Clésio) "Pensamento", "Guerreiro Menino" (Gonzaguinha), "Deslizes" (Sullivan/ Massadas) e "Borbulhas de Amor" (Texto >http://www.camaleaodownloads.com/2010/05/biografia-discografia-raimundo-fagner.html).











2 comentários: